• dr. saulodentista

Saulo Dentista busca informações sobre fechamento de hospital



O vereador Saulo Teixeira Alberto da Costa (PSL), Dr. Saulo Dentista, esteve no dia 4 (quarta-feira) no gabinete da nova secretária de Saúde de Poá, Flávia de Souza Verdugo Marques, para lhe desejar boas-vindas e, principalmente, para obter informações sobre um possível fechamento do único hospital da cidade, o Dr. Guido Guida, em decorrência da perda, a partir deste mês de setembro, do Imposto Sobre Serviço (ISS) do Banco Itaú - cerca de R$ 15 milhões mensais -, conforme declaração dada pelo secretário da Fazenda, Robson Senziali, em entrevista à Rádio Metropolitana (107.0 AM) de Mogi das Cruzes.


Durante a visita, o assunto mais comentado entre o vereador e a secretária foi em relação ao hospital, que atende cerca de 20 mil pessoas por mês.  “Até o momento, não fui oficialmente comunicada sobre a possibilidade de fechamento da unidade. Mas já temos uma ordem para não deixar fazer horas extras. Isso é quase que impossível, tendo em vista que o hospital funciona 24 horas e trabalhamos com 50% dos médicos necessários. O mesmo vale para os outros funcionários; estamos no limite. As horas extras suprem a falta de funcionários e são imprescindíveis para manter a unidade em funcionamento. Caso não ocorra o pagamento, com certeza muitos vão parar de trabalhar ou deixar o emprego, o que seria um caos”, explicou Flávia.

Já o vereador Saulo Dentista destacou a importância do Guido Guida para a população: “O hospital é, hoje, a única porta de emergência da cidade. Os funcionários já estão preocupados, pois consta que não receberam a licença-prêmio e, sem as horas extras, vai ficar difícil manter as portas abertas”, lamentou.


Na ocasião, a secretária concordou com o vereador, destacando a importância do hospital para a cidade: “Estou me empenhando. Sou concursada e pretendo dar o meu melhor. A formação de uma equipe técnica com certeza vai melhorar o atendimento na unidade”, disse ela, frisando que, nessas três semanas à frente da Secretaria de Saúde, priorizou a compra de remédios e o abastecimento da farmácia e que já realizou algumas mudanças para melhorar o atendimento.  


Entrevista

Um dos assuntos mais falados nas redes sociais e entre a população e funcionários do Guido Guida é a possibilidade de fechamento da unidade, que atende cerca de 20 mil pessoas por mês. O impacto causado pela declaração do secretário da Fazenda, Robson Senziali, à Rádio Metropolitana de Mogi, de que o hospital pode fechar as portas foi negativo e imediato. “Esse assunto não é brincadeira. Temos que entender que a população precisa deste equipamento.  O governo deve cortar gastos em outras secretarias, menos nas citadas pelo secretário da Fazenda na entrevista”, disse o vereador, referindo-se às Secretarias da Saúde, Segurança, Assistência Social e Educação, sendo a Saúde a mais afetada, incluindo as horas extras,segundo o secretário. Por que não cortar gastos com festas, eventos e aluguéis de carros novos para carregar lixo e entulho? Isso é um absurdo!”, criticou.


O motivo alegado por Senziali para fechar o hospital seria a perda da arrecadação de ISS, a partir deste mês de setembro, causada pela saída da unidade do Banco Itaú (cartões de crédito e débito).  Sediada em Poá desde 1992, cujas receitas tributárias destes serviços compunham em 40% o orçamento do município, há alguns meses, o Itaú firmou acordo na CPI criada na Câmara de São Paulo (CPI da Sonegação Tributária), onde se comprometeu a transferir para a capital paulista os serviços realizados na cidade. A mudança deixa um rombo de cerca de R$ 150 milhões por ano no orçamento de Poá.


Radiografia panorâmica

Durante a conversa, o vereador cobrou urgência na solução de um outro problema, que já se arrasta há cerca de três anos: a falta de radiografia panorâmica para o atendimento no Centro de Especialidades Odontológicas (CEO). Sobre isso, Flávia disse que já está sendo negociada uma parceria com uma empresa da região para a realização do atendimento à população. “Há cerca de três anos venho solicitando isso, mas até agora nada. Espero que você consiga”, disse Saulo Dentista à secretária.


Flávia Verdugo, que é formada em Assistência Social e mestre em Saúde Pública, foi empossada há três semanas no cargo, no lugar do vice-prefeito Marcos Ribeiro da Costa, o Marquinhos Indaiá, que, a princípio, teria se afastado por problemas de saúde, mas não retornou mais ao cargo.  Contudo, o Executivo até hoje não anunciou a sua posse oficialmente.    


Odontomóvel

Ainda durante visita à Secretaria de Saúde, Saulo Dentista fotografou a unidade de atendimento móvel de Odontologia (Odontomóvel), conquistada durante sua gestão como diretor de Saúde Bucal em Poá, parada no estacionamento do Hospital Guido Guida. O vereador já elaborou vários documentos pedindo que a unidade móvel volte a circular pela cidade,  a fim de atender a população, e que também seja utilizada para atender os alunos da rede municipal de ensino da cidade. “O Odontomóvel deveria estar atendendo a população, e não parado no estacionamento do hospital. Isso é inadmissível!”, frisou.





VS Comunicação Assessoria

Texto e fotos: Vania Sousa

Tel: 11 96565-4394

16 visualizações

Fale com Saulo Dentista

 
icone-facebook.png
marca.png